Sanidade Vegetal

A defesa sanitária vegetal é formada por um conjunto de práticas destinadas a prevenir, controlar e/ou erradicar pragas capazes de provocar danos econômicos às lavouras e seus produtos, especialmente nas culturas que detêm importância econômica e social para o Estado.

A Adapec é o Órgão Estadual de Proteção Fitossanitária, designado por meio do Decreto Nº 1.634 de 2002, responsável pela coordenação do trabalho destinado a preservar a sanidade na agricultura, pela elaboração da regulamentação fitossanitária estadual, assim como, pela fiscalização do seu cumprimento.

Dentre as atividades, incluem: programar, coordenar e promover a execução das atividades de vigilância e fiscalização aplicadas em várias etapas do processo fitossanitário, tais como:

a) Prevenção e controle de pragas nas:

  •   Grandes Culturas (Soja, Arroz, Milho, Feijão, Algodão, Cana-de-açúcar, etc...);
  •   Fruticultura (Abacaxi, Banana, Maracujá, Citros, etc...);
  •   Silvicultura e Olericultura (Eucalipto, Teca, Seringueira, Pinus e Cucurbitáceas)

b) Fiscalização do trânsito de vegetais partes de vegetais, seus produtos, subprodutos e derivados;

c) Certificação Fitossanitária, cadastro de Unidades de Produção (UP) no Sistema de Mitigação de Risco (SMR) de Pragas com restrição fitossanitária e inspeções das normas vigentes e habilitação de profissionais para emissão de Certificados Fitossanitários (CFO e CFOC);

d) Avaliação e Controle Fitossanitário, inclusive a definição de requisitos fitossanitários a serem observados no trânsito de plantas, produtos e derivados de origem vegetal e subprodutos. Acompanhamento e avaliação dos programas e ações voltados à sanidade vegetal.

As atividades de defesa sanitária vegetal são realizadas, em acordo com a legislação vigente (estadual e federal), garantindo a disponibilização de produtos de qualidade à comunidade.

Arquivo(s)