Notícias

Defesa Agropecuária participará de discussões sobre fundos emergenciais para saúde animal

09/11/2018 - Dinalva Martins-Governo do Tocantins

Entre os dias 12 e 13 de novembro, o presidente da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), Alberto Mendes da Rocha, juntamente com demais representantes de entidades de classe e setor produtivo, participarão da 1ª Reunião dos Fundos Emergenciais para Saúde Animal, em Goiânia-GO.  O objetivo do evento é discutir e analisar propostas das reuniões dos blocos realizadas no primeiro semestre de 2018 e novas recomendações, sobre a execução do Planto Estratégico do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA).

De acordo com Alberto Mendes, a Agência está engajada no processo de retirada da vacinação, bem como tem feito esforços para colaborar com o poder de atuação e do retorno da arrecadação do Fundo Privado de Desenvolvimento Agropecuário do Estado do Tocantins (Fundeagro. “É preciso investimentos para reestruturar e fortalecer o Fundo, previsto no plano estratégico, pois auxiliará nas atividades de defesa agropecuária, além de poder indenizar os produtores rurais, em possíveis casos de emergências sanitárias” avalia.

Entre os principais temas a serem debatidos estão: O papel dos Fundos para o Plano Estratégico PNEFA 2017-2026; Seguro (Fundapec); Fundo Nacional-Proposta para atuação apenas em emergência (DSA), entre outros.   

Fundeagro

É um fundo privado sem fins lucrativos, que tem o objetivo de promover o desenvolvimento e aperfeiçoamento da agropecuária do Estado do Tocantins, bem como trabalhar para a erradicação da febre aftosa e outras zoonoses, além do controle de pragas e doenças de vegetais.

Fazem parte do Fundeagro entidades como a Faet; o Sindicato das Indústrias Frigoríficas de Carnes Bovinas, Suínas, Aves, Peixes e derivados do Estado do Tocantins (Sindicarnes); a Associação dos Criadores de Nelore do Tocantins (ACNT); a Associação das Indústrias de Laticínios e Derivados do Leite do Estado do Tocantins (Sindileite); a Associação Sul Tocantinense de Pecuária de Corte (Apeco); o Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado do Tocantins (OCB); a Superintendência Federal da Agricultura e Abastecimento e a Adapec. 

Compartilhe esta notícia