Notícias

Governo do Tocantins promove treinamento sobre a raiva e doença da vaca louca para inspetores e fiscais do órgão

07/10/2019 - Dinalva Martins / Governo do Tocantins

Cerca de 40 inspetores e fiscais da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) participam do Treinamento sobre o Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros e da Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), conhecida como doença da vaca louca, entre os dias 7 e 9 de outubro, em Palmas. O objetivo é atualizar conhecimento e nivelar ações que são executadas pela instituição na prevenção e controle das doenças.

Segundo o responsável técnico pelo Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros (PECRH), José Emerson Cavalcante, o curso contribui para que os profissionais discutam a legislação; agreguem mais informações a respeito da identificação de morcegos hematófagos, principal transmissor da raiva da zona rural; reconheçam abrigos desta espécie e estejam mais preparados para atuar no foco.

“Estaremos mais preparados para atuar na educação sanitária e conscientização quanto à importância de o produtor rural vacinar o rebanho contra a raiva, bem como colaborar com o controle da doença, que é o nosso objetivo”, explica José Emerson, acrescentando que no Tocantins foram registrados 50 focos de raiva em 2018 e 12 de janeiro a setembro deste ano, dados considerados dentro da normalidade.

O presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha, disse que esse é o 3º treinamento realizado sobre o tema em 2019, e que nele está abrangendo servidores da regional de Palmas, Porto Nacional, Miracema e Paraíso. “Estamos cada vez mais engajados nas ações de controle da raiva dos herbívoros, pois o intuito é controlar o número de casos da doença nos animais domésticos para evitar riscos e prejuízos econômicos para o produtor rural, e temos conseguido”, afirmou.

Vale lembra que o Tocantins mantém o status de risco insignificante para Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB).

O curso tem a parceria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Programação

Nesta segunda-feira, 7, estão sendo discutidos o contexto geral sobre a enfermidade, prevenção e controle; principais características dos morcegos hematófagos e colheita de material para raiva e EEB. Na terça-feira, 8, segue os debates sobre EEB, legislação e vigilância, entre outros. Na quarta-feira, 9, o curso é encerrado com aula prática sobre colheita de material.

Compartilhe esta notícia