Notícias

Armazenamento e transportes de agrotóxicos são temas de reunião em Palmas

28/11/2019 - Dinalva Martins / Governo do Tocantins

Com o objetivo de discutir os aspectos legais no comércio, armazenamento e transporte de agrotóxicos no Tocantins, a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) participa de reunião promovida pela Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (Andav). O encontro ocorre durante todo o dia desta quinta-feira, 28, em Palmas. Outra reunião está marcada para sexta-feira, 29, em Gurupi.

Durante a abertura, o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha, ressaltou a importância do Termo de Cooperação Técnica, firmado em 2018, que resultou nesses encontros, que são muito importantes para os profissionais que desempenham suas atividades. “O Tocantins tem vocação para o agronegócio, as normas têm se aprimorado e nós precisamos dessa atualização para colaborar com desenvolvimento sustentável”, disse.  

Para o gerente de Inspeção Vegetal da Adapec, Carlos César Barbosa Lima, o debate agrega e amplifica conhecimento em relação ao armazenamento e transporte de agrotóxicos. “Existem adequações para normas técnicas que estão sempre sendo reformuladas, por isso precisamos dessa atualização para desempenhar nosso papel da melhor maneira possível à sociedade”, avaliou.

O executivo da Andav no Tocantins, André Fernando Caldato, acredita que o trabalho em conjunto entre o fiscalizado e o fiscalizador acaba profissionalizando cada vez mais o setor. “Organiza a empresa para seguir as exigências e estar 100% legal, a logística, ajuda o mercado, bem como o Estado a se destacar cada vez mais no agronegócio”, disse.

Entre os principais temas abordados na palestra, proferida pelo coordenador técnico da Andav, Armando Sugawa, estão: Documentos, requisitos técnicos e legislação do armazenamento e transporte de insumos agrícolas; Deveres e responsabilidades de todos os envolvidos nestas ações e processos logísticos no armazenamento.

Participaram do encontro o secretário da Agricultura, Pecuária e Aquicultura, César Halum, inspetores e fiscais das regionais de Porto Nacional, Paraíso, Miracema e Palmas

Compartilhe esta notícia