Notícias

Após registro de três focos de raiva em herbívoros, Adapec recomenda vacinação nas regiões afetadas

26/02/2021 - Welcton de Oliveira

Visando a preservação da saúde animal e humana, a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), está recomendando aos produtores rurais do Tocantins, principalmente dos municípios de Rio Sono e Monte do Carmo, localizados nas regiões nordeste e central do Estado, onde foram registrados três casos de raiva, que vacinem seus animais. A vacinação, apesar de não ser obrigatória, é a forma mais eficaz de controle da enfermidade.

Segundo o responsável técnico pelo Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros do Tocantins (PECRH), Raydleno Mateus Tavares, a Adapec realiza todas as medidas sanitárias para manter o controle da doença no Estado, porém é fundamental que os produtores rurais fiquem atentos aos sinais de sugaduras em animais e a presença de abrigos do morcego hematófago, principal transmissor da raiva dos herbívoros. Uma vez que se trata de uma zoonose (transmissível do animal para o homem).

“Temos a presença do morcego hematófago em praticamente todas as regiões do Estado, por isso, é importante os produtores rurais monitorarem diariamente seus animais e quaisquer sinais de sugadora, comuniquem ao escritório da Adapec no seu município, ou liguem no Disque Defesa no 0800 063 11 22.” orientou Raydleno Tavares.

 “Queremos contar sempre com a parceria dos produtores rurais no controle das enfermidades, e no caso da raiva dos herbívoros é fundamental vacinar o rebanho, bem como notificar a Adapec qualquer suspeita, pois além de evitar prejuízos econômicos decorrentes das mortes dos animais, preserva a saúde pública”, ressaltou o presidente da Agência, Paulo Lima.

Para manter o controle da raiva dos herbívoros no Estado, a Adapec desenvolve ações como: investigação de focos da doença, monitoramento e cadastramento de abrigos, captura de morcegos hematófagos, promoção de palestras e orientações aos produtores rurais, comunidades rurais e escolas, e treinamento de equipes de agentes de saúde que atuam na zona rural dos municípios.

Dados

Este ano, a Adapec já atendeu demandas de 49 produtores rurais, em 20 ações de capturas, com o monitoramento de 19 abrigos, onde foram capturados 69 morcegos hematófagos. Também foram orientados sobre medidas preventivas e de controle da raiva dos herbívoros cerca de 100 pessoas.

Em 2020,  Adapec  atendeu demandas de cerca de 300 produtores rurais, com 152 ações de capturas, monitoramento de 136 abrigos de morcegos hematófagos, que resultaram na captura de 698 morcegos dessa espécie, bem como promoveu orientação sobre a zoonose para 500 pessoas. Neste período houve registro de seis focos da doença.

Sintomas

O animal que é infectado pelo vírus rábico, transmitido pelo morcego hematófago, apresenta alguns sintomas como isolamento do restante do rebanho, apatia, perda de apetite, salivação abundante e dificuldade para engolir. Com a evolução da doença, tem movimentos desordenados, tremores musculares, ranger de dentes, decúbito lateral e morte.

Compartilhe esta notícia