Palavra do Presidente

Palavra do presidente

Iniciamos a gestão, em abril deste ano, com o compromisso de manter o status sanitário livre da febre aftosa com vacinação e dar andamento nas ações previstas no Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa-PNEFA-2017-2026, que visa à retirada da vacinação contra a febre aftosa no Tocantins até 2021. Este será um grande passo em direção ao crescimento econômico com a abertura de novos mercados.

Com muita luta conseguimos interconectar 100% dos municípios tocantinenses ao Sistema Informatizado de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins (Sidato) para agilizar os serviços prestados, evitar fraudes e fortalecer a vigilância constante para o controle, prevenção e combate às principais doenças de alto impacto econômico. O Tocantins conta com de 56 mil propriedades cadastradas com 8,6 milhões de bovinos e bubalinos. 

Nossa gestão tem se mostrado atuante com ajuda de todos os servidores. No primeiro semestre, deste ano, aderimos ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal-SISBI e conseguimos a equivalência federal, assim, o empresário que aderir poderá comercializar seus produtos em todo o território nacional.

No primeiro semestre também alcançamos o maior índice vacinal contra brucelose da história, com a vacinação de 97,84% das bezerras entre três e oito meses de idade, num total de mais de 486 mil bovinas e bubalinas. O Estado também bateu novo recorde de vacinação contra a febre aftosa registrando 99,91% de alcance vacinal, ou seja, dos 8.495.251 bovídeos (bovinos e bubalinos) envolvidos, ao todo 8.487.541 foram vacinados, na primeira etapa da campanha realizada em maio.

Outros destaques vieram graças ao controle efetivo da sanidade dos equídeos, suídeos e aves, demonstrados através dos monitoramentos e estudos epidemiológicos. Para colaborar com o controle da raiva dos herbívoros, neste ano, de janeiro até o mês de setembro, as equipes visitaram 322 propriedades rurais em todo o Estado, localizadas em 88 municípios.

A equipe de inspeção de produtos de origem animal tem intensificado os trabalhos para combater a clandestinidade, transporte e produção ilegal desses alimentos, contando também com as parcerias do Ministério Público Estadual, Polícia Rodoviária Federal e Vigilância Sanitária.

Na área vegetal, foram cadastradas mais de 1.500 propriedades de soja numa área de quase Um milhão de hectares e intensificação no monitoramento da ferrugem asiática da soja e também de pragas de importância econômica como a Helicoverpa Armigera e o Amaranthus Palmeri.

Nas áreas de Várzeas Tropicais, continuamos as atividades para assegurar a condição de excepcionalidade da produção de soja autorizando o plantio de sementes no período do vazio sanitário. 

As ações estão evoluindo a cada dia e para atender a demanda, a Agência conta com escritórios nos 139 municípios do Estado, 20 barreiras fixas e 14 móveis. Somamos mais de 1.400 profissionais engajados em prol de realizar o que há de melhor na defesa agropecuária tocantinense. Para melhorar as condições de trabalho e o atendimento aos produtores rurais, mudamos de prédio em Palmas.

A Agência pretende trazer mais conquistas e manter consolidado o sistema de defesa agropecuária, pois onde há produtor rural, lá está a Adapec, onde está a Adapec tem atenção ao homem do campo. No campo e na cidade a Agência está presente, desde a produção animal e vegetal até o alimento à mesa do consumidor.

Diante das conquistas, encerramos o ano celebrando no dia 10 de dezembro 20 anos de criação da primeira Agência de Defesa Agropecuária do Brasil, a Adapec. Afinal, são duas décadas assegurando o fortalecimento e o crescimento das atividades ligadas à defesa animal e vegetal, que tem colocado o Tocantins em destaque no cenário do agronegócio brasileiro, com a execução de ações no campo e na cidade.

Perfil 
Alberto Mendes da Rocha é médico veterinário concursado, está na Adapec há 18 anos, graduado pela Universidade Estadual do Maranhão desde 1992 e especialista em Controle de Qualidade de Alimentos de Origem Animal e em Epidemiologia Veterinária com ênfase em Defesa Sanitária. Natural de Ivolândia - GO, nascido em 15 de março de 1962, é casado e pai de três filhos. Já foi presidente da Adapec em 2009, desde então, respondia pelo escritório local da Agência no município de Fátima – TO.